14.7.06

UM NOVO EUROPEU, A MESMA AMBIÇÃO

Inicia-se segunda feira em Monza mais um Campeonato da Europa. As expectativas são as de sempre: vencer.
Desde 1998 que Portugal não ganha esta competição – a última vitória foi em Paços de Ferreira, onde vencemos a Espanha na final no desempate por grandes penalidades. Já é tempo de recuperar o trofeu.
Na selecção nacional a época é de renovação, com a chamada de jogadores bastante jovens e ainda pouco conhecidos dos palcos internacionais. São os casos de Tiago Rafael (defesa do Óquei de Barcelos), Pedro Moreira e Jorge Silva (ambos do penta-campeão F.C.Porto) e Vítor Hugo (futuro reforço do Benfica), chamados pela primeira vez pelo novo seleccionador Paulo Baptista.
Da convocatória ressalta a ausência de Pedro Afonso, que terminou bem a temporada no Benfica - designadamente desde que Carlos Dantas assumiu a equipa, período em que remeteu Leonardo Tomba para o banco de suplentes - bem como a do goleador Tó Silva (também contratado pelo Benfica para a próxima temporada), que nem da pré-convocatória fez parte.
O toque de experiência é dado por Sérgio Silva (campeão europeu de clubes com o Follonica) e por Reinaldo Ventura (F.C.Porto). Os benfiquistas Valter Neves e Ricardo Barreiros completam o lote de jogadores de campo, enquanto na baliza estarão o também benfiquista Carlos Silva e o barcelense João Pereira.
É um grupo de jogadores bastante forte, e será certamente candidato ao título. O cinco inicial não andará muito longe do seguinte: Carlos Silva, Valter Neves, Sérgio Silva, Ricardo Barreiros e Reinaldo Ventura.
A estreia é com Andorra, seguindo-se na terça feira a Suiça. Na quinta feira jogam-se os quartos-de-final, onde certamente Portugal terá o seu lugar. Nos dias seguintes teremos as meias-finais e a final, onde todos esperamos que a selecção nacional possa também estar presente.
Desconheço ainda a lista de convocados da Itália, pelo que não sei se a aposta nos jovens que disputaram o Mundial de San Juan é para manter, ou pelo contrário, se vai socorrer da velha guarda – quase toda campeã europeia com o Follónica – para tentar conquistar o Europeu que realiza em sua casa. Se esta segunda hipótese se verificar, teremos uma Itália fortíssima, e capaz de assumir todo o favoritismo na competição. Caso contrário, parece ser ainda cedo para os novos valores poderem ser capazes de conquistar títulos internacionais.
Quanto à outra candidata, a Espanha, as dúvidas são poucas. A equipa de Panadero, Gil e Bargalló vai apresentar-se fortíssima, ostentando o seu título mundial, e de certo que não quererá deixar de conquistar mais um trofeu.
Aqui estaremos na próxima semana para seguir esta competição.

7 comentários:

  1. Anónimo19.7.06

    Hmm I love the idea behind this website, very unique.
    »

    ResponderEliminar
  2. Anónimo20.7.06

    I find some information here.

    ResponderEliminar
  3. Anónimo4.8.06

    Here are some links that I believe will be interested

    ResponderEliminar
  4. Anónimo9.8.06

    Here are some links that I believe will be interested

    ResponderEliminar
  5. Anónimo10.8.06

    Really amazing! Useful information. All the best.
    »

    ResponderEliminar
  6. Anónimo16.8.06

    Really amazing! Useful information. All the best.
    »

    ResponderEliminar